Começando bem

253749760224136265_ZbMtDQ92_c_large

Detesto esses comentários clichês de fim/começo de ano. Não me entenda mal, eu ADORO essa época, as festividades, aquele sentimento esperançoso que se cria, involuntariamente, dentro do peito. Gosto mesmo. O que não consigo aturar não as pessoas inúteis que não movem uma pedrinha para mudarem suas vidas e ficam, desesperadas, em redes sociais principalmente, clamando por um ano melhor. Se você é uma dessas pessoas, aprenda com essa frase mais clichê ainda: “O ano não vai ser diferente se VOCÊ não mudar”. (risos). Que é nada mais do que a pura verdade, não é?

So… Quem me conhece sabe que em certos momentos, especialmente os de felicidade, me torno uma pessoa meio efusiva (risos), e por estar super feliz e não querer contaminar todo mundo a minha volta e deixá-los diabéticos com o excesso de mel que tenho carregado – pobrezinho do meu namorado, deve estar precisando de insulina essa hora – esto aqui para descrever alguns sentimentos bons que tive com a chegada de 2014. (clichêeeeeee!)

A primeira coisa que gosto de lembrar (e que me faz sentir muito melhor) é que aprendi, em algum momento dos meus poucos anos de vida, que as coisas ruins passam. Que os problemas sempre irão surgir e que o modo mais fácil de passar por eles é enfrentando-os de imediato e continuando a partir dai. Empurrar problema com a barriga não leva à nada, fato. Dois mil e treze, que não aliviou até o último suspiro para muitos, me trouxe alguns ao seu final, mas digo-lhes que depois de muito pensamento positivo, muita paciência e um pouco de loucura na cabeça também, passei pelos dias de tormenta e A PRINCÍPIO, parece que a coisa tende a melhorar. Isso me causou um alivio enorme. O alívio maior acho que foi poder contar com a pessoa que escolhi para ter ao meu ladinho. E que mais uma vez me surpreendeu de forma benigna, como já havida comentado aqui.

Esse alívio, somou-se com muitos dias perto do meu guri e a uma overdose de “conhecer pessoas novas”. Nesse finalzinho de ano, ainda tive a oportunidade de conhecer várias pessoas especiais para o meu namorado e que me fizeram sentir uma pessoa especial. Nossa, eu que estava super nervosa com tantas pessoas desconhecidas, terminei minha “virada” de ano nas nuvens. É tão bom quando conhecemos pessoas gentis e agradáveis que nos fazem sentir queridos e super a vontade. E acabei tendo uma noite que considerei muito divertida. Sempre com aquele finalzinho mágico, atirada no meu travesseiro preferido, que se resume ao branquelinho dono do meu coração. (risos)

Posso dizer que comecei o ano bem. Muito bem. E 2014 está intacto ainda. (risos). Esse ano vai ser cheio, vai ter muita correria, dor de cabeça, poucas horas de sono, algumas preocupações, mas sei que no final estarei agradecendo novamente pelos aprendizados e pelos inúmeros momentos de felicidade que iremos viver nesses trezentos e tantos dias que ainda temos pela frente. E vamos ver se dou um jeito de andar a cavalo esse ano (risos).

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: