pensamentos soltos na chuva

Madrugada chuvosa de inverno. Nem quero ver a previsão do tempo, pois tudo indica que teremos uma semana chuvosa e fria. Ai o frio, como este me faz sofrer. Mas quem sou para reclamar, tendo uma cama quentinha? É…

A vida dá muitas voltas e quando tudo passa, novamente, por nós, temos a oportunidade de avaliar nossas decisões e mudanças. Hoje fazem 3 anos que criei este blog para desabafar tudo aquilo que precisava colocar para fora, e para longe, diga-se se passagem. Quanta coisa mudou. Poderia dizer aqui que me arrependo de muitas delas, mas se não tivessem acontecido, talvez eu não me encontraria tão bem como hoje me encontro. Deixei tanta coisa para trás, descarreguei tantos pesos, e hoje me sinto tão mais leve.

Outra coisa que pensei hoje, e aliás, já faz alguns dias que venho pensando, é no fato de que completarei dois anos ao lado do meu branquelinho em julho. Completaremos dois anos juntos. Que lindos! (risos). Essa é outra coisa que mudou em minha vida. Nossa e como mudou. Para melhor é claro.

Sei que muitas pessoas me julgam por deixar um pouco do que eu era para trás. Mas então eu penso: pessoas que me julgam por deixar para trás uma vida boêmia são pessoas que não merecem minha amizade. Portanto, podem sim manter distância de mim. Quem era e é amigo de verdade, sabe que estou completamente feliz, assim, fica feliz junto.

Parei para escrever um pouco porque domingo vocês sabem, tempo difícil, contagem mais longa até estar próxima de meu bem-querer novamente. E depois de horas de estudo, ouvir a chuva forte la fora, e me encontrar solita nestas cobertas, me bateu uma saudade dele.

Ai pensei em tudo aquilo que nos tornamos, e no que estamos nos tornando. Existe algo de mágico entre nós. É sério, e isso não é porque estamos assistindo toda saga do Harry Potter não… (risos). Posso ver que nós estamos crescendo muito um com o outro, e aprendendo a lidar com isso. As vezes eu dou minhas pisadas na bola, e quem não dá? As vezes devo cobrá-lo demais a favor de alguns caprichos de mulherzinha, mas se não cobrasse, que tipo de mulherzinha eu seria? Uma porta sem coração?

Só sei que ele me entende. Ou pelo menos finge (risos). Só nos entendemos, ou pelo menos tentamos. É tão bom ter ao lado uma pessoa que se preocupa conosco e nos faz continuar quando tudo que mais queremos é queremos desistir. Como é bom ter ao lado uma pessoa com quem podemos nos abrir e conversar tranquilamente. Como é bom ter um relacionamento baseado na sinceridade, onde é possível entrar em qualquer diálogo e resolver todas pendências de nosso coração sem que haja gritos e dor e péssimas lembranças. Como é bom ter um futuro com alguém, mesmo que esse futuro seja incerto e as vezes nos cause medo. Como é bom saber que, independentemente da merda que vier, temos ao nosso lado alguém para segurar a barra junto. Para pegar na mão e dizer: “Vamos lá”.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: