Forças em prol da paz

tumblr_n4d9reVh181rnlb7lo1_500

Aconteceu que mais uma vez, a casa caiu, o mundo desabou, o coração ficou partido em pedacinhos. Tudo parecia desesperador e nada parecia poder acalmar o coração que pulava dentro do peito, aprisionado pelos dentes que não o deixavam sair pela boca. O estômago se reduziu a ponto de querer colocar tudo para fora. As pernas se juntaram ao peito em uma posição fetal, e as mãos se uniram, os dedos se entrelaçaram, e a voz embargada clamou por paz, força e proteção.

Queria pegar o telefone e colocar para chamar o número do meu “salvador da pátria”. Por saber que o mesmo tem lá suas dificuldades para ter um sono completo, deixei estar. Chorei, chorei, molhando não só todo o rosto, como as mangas do pijama, e as gotas salgadas escorriam pelo corpo. Pensei em lhe escrever um e-mail, mas então, novamente incomodá-lo no trabalho? Pensei em escrever uma mensagem, e ao escrever mais parecia um texto, e ai, deixá-lo preocupado o dia todo? É, não dava. Queria tanto poupá-lo de minhas dores e sofrimento, sem colocar tanta responsabilidade em seus ombros. Pensei que desta vez deveria poupá-lo, mesmo sendo ele um de meus maiores alicerces.

Senti tanto medo. Tanta vontade de desaparecer, vontade de acabar com tudo, de chutar o pau da barraca, fazer um escândalo, trazer a tona tudo que é um peso dentro de meu peito a anos. Minutos depois da cólera, me veio um sentimento novo dentre minhas tristezas: a vontade de abraçar meu “super herói” e pedir, genuinamente: “Me ajuda?”.

Precisava de sua ajuda, de seus braços. Precisava pedir-lhe que me levasse embora. Que cuidasse de mim e tirasse de meu corpo esse peso, essa dor acumulada. Sei que isso seria um tanto difícil e que não poderia colocar em suas mãos uma batalha que só pode ser enfrentada por mim mesma. Apesar, é claro, de tê-lo levado como retaguarda em todas as cursas desta guerra.

Vendo que esse sentimento precisaria ser curado de ofício, rezei. Rezei com a mais profunda sinceridade de minha alma, para que todas as energias positivas deste universo infinito acalmassem meu coração.Comecei a ler, e me distrair, e assim que percebi, o desespero havia ido embora. A dor, não. A mágoa, não. Infelizmente, é claro.

Pensei então em todas as coisas ruins que tenho em mim. O que falo, penso de ruim e minhas atitudes. Afinal, não somos feitos de 100% de pureza, e certamente, uma mera mortal habitante de um Planeta recheado de maus exemplos, influencia de todos os cantos, não seria terráquea se não fosse um pouco desvirtuada. Mas enfim, pensei em tudo isso e pedi por auxílio para melhorar meus atos e pensamentos, evoluir espiritualmente, moralmente e intelectualmente para aprender a lidar melhor com tudo isso que me acontece.

Após, meu peito se encheu de vontade de gritar ao mundo palavras bonitas. De abençoar as pessoas com amor, saúde, paz e muita luz. Já que, se todos tivéssemos isso em nossas vidas, poderíamos viver em harmonia. E harmonia a minha volta é tudo que preciso.

De um jeito ou de outro, em nome de todas as pessoas que estão passando por qualquer sofrimento neste momento, nessa madrugada, desejei que o mundo se enchesse de esperanças e sentimentos bons, e que não apenas eu, mas sim todos que necessitam, recebessem dos céus forças para continuar a lutar por sua paz, por seus ideais.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: